Marcos motores no bebê

Cada novo movimento, descoberta ou ação do nosso bebê nos deixa maravilhados. Mas você sabia que muitos desses movimentos, são os Marcos Motores do seu filho?

Marcos motores:
*A Fase Oral – é quando o bebê leva tudo a boca. Ele está descobrindo o mundo através do paladar.

*Resposta ao ambiente – o bebê já reage aos sons, vira a cabeça em busca do barulho, e, por volta dos 9 noves meses, ele já reconhece seu nome e responde quando é chamado.

*Erguer a cabeça e manter o tronco elevado – um dos principais marcos de desenvolvimento.

*Sorrir espontaneamente para as pessoas, empurrar as perninhas quando sente que os pés estão apoiados em uma superfície rígida, emitir sons, sentar sem apoio, rolar de barriga para cima quando está de bruços… são alguns exemplos desses marcos motores.

Observe seu bebê, faça o acompanhando com o pediatra e caso perceba alterações nessas fases, não deixe de comentar com ele.

Foto da Dra. Fátima Moya CRM 78.181 | RQE 50.023 Pediatra

Fátima Moya
CRM 78.181 | RQE 50.023
Pediatra

Há vinte e nove anos me dedico ao atendimento pediátrico, cuidando da saúde, do bem-estar e do desenvolvimento de bebês, crianças e adolescentes.

O cuidado com a saúde começa na infância, continua na adolescência e se prolonga na vida adulta e velhice.

A medicina está cada vez mais focada em prevenir doenças.

A Pediatria

A pediatria faz o acompanhamento do ser humano no ciclo de vida marcado pelo crescimento e desenvolvimento.

A função do pediatra vai além de tratar a doença. Nos dedicamos a dar assistência à criança e ao adolescente, nos seus diversos aspectos, sejam eles preventivos ou curativos.

pre-natal@4x

Consulta pediátrica pré-natal

A Sociedade Brasileira de Pediatria preconiza a inserção do pediatra no terceiro trimestre do pré-natal com o intuito de antecipar riscos, um dos pilares da tríade para redução da morbimortalidade neonatal.

Além disso, os pais ficam mais tranquilos e se sentem amparados nas suas principais dúvidas com a chegada do bebê.

consulta@4x

Consulta pediátrica - a importância dos mil dias

Os primeiros mil dias do bebê (até os dois anos de idade) correspondem à fase em que se dá a maior parte do desenvolvimento cerebral, por isso o acompanhamento com o pediatra tão importante.

Outro fator importante – nesta fase cria-se o vínculo de confiança entre os pais, o bebê e o pediatra – isso ajuda na prevenção de doenças, no monitoramento do desenvolvimento neuropsicomotor e nutricional da criança.

primeira-vez@4x

A primeira visita ao pediatra

A primeira visita ao pediatra corre até 5º dia após o nascimento. Uma segunda consulta, ocorre geralmente até 15º de vida do bebê.

Nessas consultas avaliamos e acompanhamos o ganho de peso, a amamentação, o crescimento e desenvolvimento do bebê e o calendário de vacinação.

Testes obrigatórios e indicados logo na primeira semana de vida do bebê

1. Teste do pezinho

O teste do pezinho é um exame obrigatório, indicado entre o 3º e o 5º dia de vida do bebê.

O exame é feito feita a partir de gotas de sangue tiradas do calcanhar do bebê e serve para identificar doenças genéticas e metabólicas.

2. Teste da orelhinha

O teste da orelhinha, também chamado de triagem auditiva neonatal é feito ainda na maternidade, de preferência entre 24 a 48 horas de vida do bebê.

O teste não causa dor ou desconforto no bebê, sendo muitas vezes realizado durante o sono. Seu objetivo identificar alterações auditivas no bebê.

3. Teste do olhinho

O teste do olhinho, também conhecido como teste do reflexo vermelho, costuma ser realizado na maternidade pelo pediatra.

Seu objetivo é detectar problemas de visão, como catarata, glaucoma ou estrabismo.

4. Tipagem sanguínea

É o teste que vai identificar qual o tipo de sangue do bebê, que pode ser A, B, AB ou O, positivo ou negativo. Ele é realizado com o sangue do cordão umbilical, assim que o bebê nasce.

Neste exame, é possível rastrear o risco de incompatibilidade sanguínea, ou seja, quando a mãe tem o RH negativo e o bebê nasce com o RH positivo ou, ainda, quando a mãe tem o tipo sanguíneo O e o bebê, o tipo A ou B. Dentre os problemas de incompatibilidade sanguínea, podemos destacar o possível quadro de icterícia neonatal.

5. Teste do coraçãozinho

O teste do coraçãozinho é feito ainda na maternidade entre 24 e 48 horas após o nascimento para medir a oxigenação do sangue e os batimentos cardíacos do recém-nascido com o auxílio de um oxímetro, que é uma espécie de pulseirinha, colocada no pulso e no pé do bebê.

6. Teste da linguinha

O teste da linguinha é um exame realizado para diagnosticar problemas no freio da língua de recém-nascidos, como a anquiloglossia, popularmente conhecida como língua presa.

Esta condição pode prejudicar a amamentação ou comprometer o ato de engolir, mastigar e falar, por isso, se detectada logo é possível já indicar o tratamento mais adequado.

7. Teste do quadril

Exame clínico, onde o pediatra examina as perninhas do bebê. Geralmente realizado na maternidade e na primeira consulta com o pediatra.

Ele identifica se há alterações no desenvolvimento do quadril que podem resultar posteriormente em dor, encurtamento do membro ou osteoartrose.

Redes sociais

Acompanhe minhas redes sociais e fique por dentro de dicas úteis e cuidados para suas crianças.

@drafatimamoyapediatra

Celular com tela do Instagram da Dra. Fátima Moya

Redes sociais

Acompanhe minhas redes sociais e fique por dentro de dicas úteis e cuidados para suas crianças.

@drafatimamoyapediatra